21 de abr de 2009

Primeiro

Eu estava sentada aqui no meu sofá pensando... você sabe pequenos problemas femininos, Dieta, Ginástica, estas coisinhas sem importância mas que a gente pensa todos os minutos da nossa vida desde a adolescência até a morte!

Ai meu deus já estou ficando melodramática!

Bom, vou avisar agora que está no começo, mas você vai acabar se acostumando durante o texto, ai, comecei de novo!

É que eu tenho uma tendência grande a digressões, sabe? De repente eu me perco num assunto paralelo que não tem nada a ver com o foco da história, e eventualmente eu demoro pra perceber que larguei o assunto quilômetros atrás.

Viu?

Ah eu tava falando da dieta!

Outra coisa que preciso contar sobre mim, é que eu penso. Quero dizer, eu tenho mania de pensar em coisas, tipo eu to sem nada pra fazer e um tema qualquer vem na minha cabeça e eu fico pensando sobre isto durante um tempo, faço algumas pesquisas no Google (olha! Bem que eu podia pedir um patrocínio! Hahaha! Brincadeirinha), enfim, passado algum tempo eu mudo de tema e por aí vai.
O fato é que um tema recorrente, como eu já disse, é “Manter a forma” eu com 37 anos vocês podem apostar que eu já tentei um bocado de coisas pra isso. E sabe uma das poucas coisas que deram certo? Agora vou chegar num lugar comum, mas por mais comum que seja é a mais pura verdade!
Uma vez eu fiquei realmente neurótica, assisti a um programa na TV que falava de como gordura faz mal, e um monte de outras coisas, daí comecei a ler sobre isso e pirei! Mudei minha alimentação, do dia pra noite, fui ao mercado e comprei tudo de mais saudável, me matriculei na academia, e freqüentei! Difícil de acreditar hã? Mas verdade, e sabe o que mais? Eu gostei muito do resultado!
Juro! Não que eu fosse, digamos, fora dos padrões, mas depois dos 30 se você não se cuida, vai embarangando aos poucos e de repente, bummmm!
Ainda bem que eu percebi! Acontece que daquela vez eu exagerei, sinceramente, pode perguntar pros meus amigos, virei uma chata total!
Parei de comer qualquer tipo de gordura saturada, frituras, queijos gordurosos, comidas industrializadas, refrigerantes, chocolate, ou seja, radicalizei.
Também comecei a fazer ginástica, e malhava dois dias por semana!!!
E você quer saber? Deu certo!
Me sentia super bem, e fiquei sequinha!
O tempo passou, minha vida estava mudando em muitos aspectos e o stress tava pegando forte, daí já viu né? Tudo foi por água abaixo, claro que ninguém consegue continuar numa vida extremamente estressada comendo só coisas verdes!!
Ainda mais uma mulher! SEM CHOCOLATE!
Tava quase enlouquecendo.
E por falar em enlouquecer, tenho uma experiência muito grande nisso, quero dizer em mulheres loucas, alias isso é quase um pleonasmo, se nasceu mulher é louca, pronto!
Uma grande amiga, que eu adoro, é especialista em crises de loucura passageira, deixa eu contar um pedacinho desta história:

Faz uns sete anos mais ou menos, ela casou, mudou, perdeu o emprego e... Engordou, ficava em casa sozinha o dia todo e como todo mundo sabe? Isso não é bom. De vez em quando eu passava por lá pra gente bater um papo, foi assim

que comecei a desconfiar...
_ Oi, tudo bem?
_ tudo ótimo tomei uma decisão na minha vida!
_ Que ótimo o que vai ser agora?
_ Decidi que vou engravidar, mas antes preciso fazer uma dieta porque com esse peso não vai dar, já fui ao médico e comecei hoje com este remédio. É ótimo, estou me sentido super bem, quase não comi estou com uma energia menina!
_Ai, mas você não sabe que não é bom ficar tomando esses remédios? ( Eu no meu papel de amiga!)
_ Que nada! Você vai ver, em três meses eu fico magrinha e até o fim do ano estou grávida!!

O tempo passava e é claro que a gente sabe, mas na hora nunca percebe, que não adianta muito fazer este tipo de dieta e dar uma bela exagerada quase todos os dias, não fazer ginástica, não vai existir nenhum milagre!!
Um mês depois e outra visitinha:

_ Oi, quanto tempo como você está?
_Horrível! Olha só este médico é um pilantra, não emagreci nada e ainda acho que estou deprimida! Mas não se preocupe, Fui ontem ao psiquiatra e ele já me deu aquele antidepressivo famoso, sabe? Tudo vai ficar bem.
_Mas você tem certeza disso?
_Claro, estava quase morrendo! E agora já estou me sentindo muito melhor, chega de fórmulas para emagrecer!!!

Achei que as coisas estavam indo bem, passou mais um tempinho e fui lá de novo:

_ E aí?
_ Ótimo! Menina esse remédio é muito bom! To me sentindo tão bem que até emagreci! Já parei com a pílula, e estou pronta pra tentar engravidar!
_Que bom!!!
Conhecendo minha amiga, sai de lá meio preocupada, não estava vendo um bom resultado de tudo isso, mas encarei bem, fiz o meu papel e continuei vigiando.

Três meses se passaram até nossa próxima conversa:

_Oi! E o bebê vem vindo?
_Que nada, marquei uma consulta amanhã com um especialista em fertilidade, acho que tenho problemas, porque não consigo engravidar?
_Mas você não tem problema nenhum! A não ser dentro de sua cabeça Mané! Você sabe que um casal normal que faz as coisas direitinhas demora cerca de um ano pra conseguir?
_Esse é o problema! Fazer direitinho! Hahahahahahahaha
_Não quero saber vou ao médico e pronto!

Esse ciclo vicioso continuou por muito tempo! Pra você ver como sou amiga!
Sempre que paro pra pensar nesta história eu também penso que deve ter um jeito de juntar as coisas, será que dá pra ser feliz comendo tudo o que é gostoso e ainda por cima ser magra?
Será que posso salvar minha amiga da loucura?
Será que a louca não sou eu?
Vou confessar que nunca fui uma pessoa que desse bola pra padrões, moda, beleza e tudo o mais, mas também não sou do tipo que deixa tudo de lado!
Então numa destas minhas fases de pesquisa fui juntando um monte de informações pescadas em diversos segmentos, conversando com um nutricionista aqui, um fisioterapeuta ali, lendo uma matéria em alguma revista especializada
acolá. De tudo que consegui entender percebi que existem muitas idéias parecidas, muitas conclusões iguais, e algumas cadeias de pensamento que a princípio são distintas, tem idéias semelhantes!
Então resolvi que iria juntar todo isso num pacote e montar o meu próprio esquema de dieta e exercícios e ver no que dava.
Agora que tudo está testado, em mim mesma é claro! E que eu vi que dá certo resolvi dividir com vocês!