17 de out de 2010

Dia de Turista

Hoje saí pra fazer turismo, pra quem não sabe já faz um tempo que tenho vindo trabalhar em Curitiba e só agora tive um tempinho pra conhecer a cidade, que é famosa por seus pontos turísticos.

Aqui tem um negócio bastante interessante, a cidade se orgulha, preserva e incentiva muito o turismo e com R$ 20,00 você pega uma linha especial de ônibus panorâmicos de 2 andares que rodam por todos os pontos turísticos da cidade, você tem o direito de descer por 5 vezes durante o percurso e retomar o próximo ônibus que passa a cada meia hora.

É um jeito simples e muito legal de ver a cidade.

Bom, a gente que é de São Paulo tende a ser um pouco mais crítica que os outros tipos de turistas da região, na verdade a gente é bem metido, só que um lance legal que nem esse lá em SP não tem, né?


De qualquer forma curti meu passeio, tinha recebido algumas dicas e fui seguindo o roteiro do ônibus. Comecei pelo Jardim Botânico, um lugar muito bonito, bem cuidado e bem sinalizado. Na segunda parada eu me arrependi, no roteiro indicava o Passeio Público, primeiro parque de Curitiba e um minizoológico, essa parte foi legal, mas no roteiro também indicava o Memorial Árabe, uma biblioteca em homenagem a cultura árabe, que estava fechada por ser domingo, mas ninguém deu a informação antes de eu descer do ônibus, falha grave.

Me arrependi também de não ter ido ao Museu Niemeyer, e o pior é que nem uma foto eu consegui por não ter lugar na parte de cima do ônibus no momento.

Outra coisa que me chamou a atenção foi que o cobrador do ônibus não sabia dar nenhuma informação sobre os pontos e isso me fez pular alguns lugares interessantes, já que a idéia é tão boa o pessoal podia no mínimo ser treinado para isso, né?


Bom depois disso fui na Ópera de Arame, outro lugar maravilhoso e na seqüência aconteceu o mais interessante de tudo! Há um Bairro, Santa Felicidade,  que é conhecido por ser um reduto italiano e onde me indicaram vários restaurantes, adorei, e como tinha começado o passeio a tarde deixei para parar lá pero da hora de jantar, e aqui volto a dizer que Sampa deixa a gente mal acostumada, cheguei lá eram umas 6 da tarde, e nenhum restaurante aparentava estar servindo, bom tudo bem, fui dar um rolê pelo lugar e parei pra perguntar em uma vinícola por ali, a senhora super bem humorada e simpática me responde com a maior naturalidade do mundo que eles não abrem para jantar!!! Como assim? Uma rua inteira cheia de restaurantes que não abrem para jantar num domingo a noite???

Pena que não deu tempo de ir ao centro histórico  lá teria que ir com mais tempo pra ver tudo, sentar nos bares e poder aproveitar, nesta altura eu já estava bem cansada e apesar de ter feito um dia lindo de sol o tempo virou, veio uma cerração e um frio violento e também como não tinha conseguido jantar no bairro dos restaurantes, voltei pro hotel, a final de contas amanhã é dia de branco!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Palpitem, critiquem, julguem!